Laudir diz que cidade está mal cuidada: ‘está na hora do prefeito Alan Guedes se mexer’

O presidente da Câmara de Dourados, vereador Laudir Munaretto (MDB), disse na sessão da tarde de segunda-feira (18) que, passados quase 11 meses de mandato, o prefeito Alan Guedes (PP) precisa “começar a se mexer”, porque, conforme apontou, a partir de várias denúncias e reclamações que recebe, junto com todos os demais vereadores, “não tem nada funcionando”. Ele citou que o Legislativo se antdecipou à liberação de cotas do duodécimo, repassando cerca de R$ 2 milhões para o prefeito, no auge da pandemia do coronavírus, no meio do ano, e que a Casa se mostra disposta a continuar colaborando, mas não vê medidas de contrapartida sendo adotadas pela administração.

Laudir observou que o Município dispõe de apenas três pessoas para o serviço de poda de árvores, a Unidade de Saúde do Jardim Maracanã precisa de insumos, medicamentos e de médico, o setor de iluminação está precário, o mato voltou a crescer nas ruas e canteiros da cidade, e não se vê ações no sentido de eliminar os problemas. “A única coisa que parece que está funcionando é a vacinação [contra a Covid]”, disse o presidente da Câmara.

Em apartes à fala de Laudir, o vereador Rogério Yuri (PSDB) lembrou que a postura do Legislativo é de colaborar, contribuir e ajudar a administração municipal no enfrentamento das dificuldades encontradas. “Na gestão anterior, por menos do que isso, o Gaeco estava batendo nas portas da Prefeitura; agora a gente vê que existe uma boa parceria do Judiciário, do MP (Ministério Público) com o Executivo, o prefeito não tem oposição aqui, queremos todos ajudar, o secretário de Fazenda esteve aqui e disse que dinheiro tá sobrando… então, se alguém estiver prevaricando, se não dá conta, é porque tem coisa errada”.

O vereador Marcio Pudim (DEM), que usou da palavra em seguida na sessão desta segunda-feira, disse que todos os vereadores recebem cobrança diária sobre problemas a serem resolvidos. Fábio Luis (Republicanos) reforçou que os secretários da Prefeitura agora também nem atendem às solicitações de vereadores e Laudir Munaretto voltou a dizer que a cidade de Rio Brilhante acaba de adquirir uma usina de asfalto por R$ 800 mil, enquanto em Dourados nem o serviço de tapa-buracos está funcionando.

MAIS PROTESTO

Enquanto isso, está marcada para esta quarta-feira (20), mais um protesto contra a falta de articulação da atual administração. Alan Guedes vai enfrentar o oitavo manifesto, desta vez novamente dos servidores da enfermagem, agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, que vão iniciar paralisação a partir das 7 horas no pátio da Prefeitura.

Os servidores cobram melhores condições de trabalho, repasse do Previne Brasil e projeto de Lei de Incentivo Federal. Os profissionais da enfermagem querem melhores condições de trabalho na UPA e no Hospital da Vida e as unidades carecem de materiais de trabalho, prejudicando a qualidade de atendimento aos pacientes.