Covid tem nova variante: IHU

A variante do coronavírus B.1.640.2 foi encontrada na França, segundo informaram nesta terça-feira (4) especialistas no assunto. Os pesquisadores pontuaram que a nova cepa deve ser observada de perto, mas ainda não há risco iminente.

“Devemos observá-la, como fazemos com outras variantes, mas não há razão para nos preocuparmos particularmente com essa”, comentou Richard Neher, especialista em variantes de vírus da Universidade de Basel, na Suíça, em entrevista para a agência de notícias alemã DPA.

Eric Feigl-Ding, epidemiologista norte-americano, compartilhou no Twitter que “duvida que ela [a nova variante] prevalecerá sobre a Ômicron ou a Delta”.  A França já reportou 12 casos dessa variante, também conhecida como IHU.

Mutações

Segundo a agência DW, a B.1.640.2 possui mutações na proteína spike, fato observado também na Ômicron. A spike é a via de ligação do vírus às células e também alvo de vacinas. Mutações nesse componente podem ser perigosas.

A cepa possui 46 mutações e 37 alterações cromossômicas. No entanto, como a variante ainda “parece não ter se difundido”, o alerta vermelho ainda não foi aceso. A variante B.1.640.2 faz parte de uma família de variantes que está no radar da OMS (Organização Mundial da Saúde) desde o último mês de novembro.